Picture3Com a digitalização dos processos de negócio, as distâncias entre as áreas de TI e de negócio estão desaparecendo e, na maioria das organizações, já estão totalmente integradas – hoje é quase impossível ou inviável fazer negócios sem o uso de tecnologia.

A principal missão de um CIO é permitir que a organização execute sua missão através processos eficientes e eficazes utilizando tecnologias de ponta e processos seguros.

Gestores de TI são cobrados por manter suas equipes, processos, infraestruturas e sistemas sempre atualizados de forma a manter o padrão de qualidade dos produtos e serviços oferecidos aos clientes, permitir a construção de valor para os acionistas/proprietários e fornecer a melhor infraestrutura e serviços aos processos e equipes de negócio e áreas de apoio. Além disto, grande parte da inovação, tanto dos produtos e serviços como também dos modelos de negócio, responsáveis por criar diferenciais e vantagens competitivas, dependem de tecnologias inovadoras.

Seja qual for a área de atuação de sua organização, existem sempre exigências regulatórias referêntes ao segmento de atuação da empresa e para a proteção de informações de clientes, além das políticas e normas internas para proteger as informações confidenciais da organização. Para garantir o atingimento dos objetivos organizacionais sem quebrar a conformidade com os frameworks regulatórios externos e internos, a TI tornou-se a grande guardiã da confidencialidade, integridade, disponibilidade e rastreabilidade das informações da organização que também inclui as informações de clientes, fornecedores e canais.

Picture6A automação dos processos de Governança, Riscos e Conformidades (GRC) é fundamental para viabilizar a gestão de todos estes processos que permeiam a organização. Manter processos baseados em planilhas, e-mails e sistemas isolados, além de reduzir a produtividade das equipes, limitar o escopo da gestão e estarem sujeitas a erros e perdas de informação, já não são aceitos por muitas auditorias e podem parar processo de negócio importantes.

frame-blue-hill-landing-pagePlataformas de automação de GRC são desenhadas para integrar-se aos processos de negócio e permitir a gestão de riscos e conformidades que transpassam diversos departamentos e fornecedores. O principal benefício destas plataformas é estabelecer um framework único, integrado à estratégia de negócios, que permite identificar, rapidamente, riscos e vulnerabilidades destes processos além de não conformidades com políticas, normas e legislações.

Além da da gestão de riscos e vulnerabilidades, outros processos são beneficiados pela automação como a gestão de conformidades ao integrar dados, informações e documentos que necessitam rastreabilidade e atribuição de responsabilidade, pois são objeto de auditorias internas e externas e a gestão de políticas que têm sua criação, aprovação, publicação e divulgação realizadas através destas plataformas.

A implementação de uma solução de automação de GRC deve ser bem estudada e planejada, precisa respeitar os frameworks como o ITIL, COBIT, ISO27000, ISO31000, COSO, PCI etc e obedecer a “regra de ouro” de projetos grandes e complexos:

Começar pequeno, ajustar o planejamento à realidade e aos objetivos de negócio e, após os ajustes iniciais, expandir gradualmente seu escopo para outros processos e áreas, criando assim um framework corporativo de Governança, Riscos e Conformidades.

Um dos fatores críticos de sucesso de um projeto como este, está na escolha de um parceiro possua soluções que atendam às necessidades específicas dos processos de GRC de sua organização além de ter especialistas experiêntes para apoiar sua equipe no planejamento e implementação.

Recentemente a Blue Hill Research realizou uma pesquisa com treze organizações que automatizaram seus processos de GRC e fornece um guia aos que estão estudando a adoção de uma solução de automação.

O relatório da pesquisa começa por identificar os custos decorrentes da utilização de planilhas e processos manuais identificados pelos participantes do estudo, bem como os respectivos benefícios oferecidos pelas soluções de automação de GRC. Além de fornecer uma visão geral de como montar um business case para justificar a automação de GRC, este relatório traça o perfil de seis organizações que escolheram o Módulo Risk Manager como sua plataforma de GRC Corporativo.

Clique aqui e faça o download do relatório completo:

Blue Hill Research: 

Soluções de Automação de GRC como alternativa às planilhas na Gestão de Conformidades e Riscos Corporativos.

 

Compartilhe conhecimentoShare on LinkedInShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+
http://segurancadainformacao.modulo.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Picture5.jpghttp://segurancadainformacao.modulo.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Picture5.jpgMódulo SecurityGestão de Continuidade de NegóciosGestão de RiscosGRC - Governança, Riscos e ComplianceSegurança da Informação
Com a digitalização dos processos de negócio, as distâncias entre as áreas de TI e de negócio estão desaparecendo e, na maioria das organizações, já estão totalmente integradas – hoje é quase impossível ou inviável fazer negócios sem o uso de tecnologia. A principal missão de um CIO é permitir...